Fisheye 2 Lomography


Trago à público uma de minhas filhas, a Gordinha (agora com o seu nome oficial, por conta da ideia "peixinho gordinho"), minha Fisheye da Lomography. Eu não sou mãe biológica, mas sou mãe de criação <3. Ela veio até mim tooooda arranhadinha, mas confesso que ela é um charme para mim, e, por não ter vergonha da minha filha, afinal, ela não é pantufa pra ficar em casa, conto aqui um pouco sobre ela... na vibe leiga pra leiga. Isso aê.


A Lomography tem dois modelos de Fisheye, a 1 e a 2. A diferença de uma para outra em sua carcaça é que a 1 não possui esse visor em cima e a 2 sim. Porém, isso altera algumas funcionalidades. A 2, graças a esse visor, alias, graças à sapata que esse visor fica fixado, há a possibilidade de colocar um flash externo à camera, ou seja, você pode brincar com 1 ou 2 flashs. Além disso, a 2 também nos permite fazer dupla exposição*. O que é super legal porque você pode fazer inúmeras brincadeiras com seu filme. A vantagem da 1 é que ela é mais compacta e cabe em mais lugares... porém, eu particularmente prefiro a 2 porque ela me dá mais funcionalidades e, como ela não é tão pequena assim e o visorzinho dela me permite tirá-lo, eu me sinto mais livre para fazer mais coisas diferentes.


 Você pode fotografar com a sua Fisheye em 2 modos, o normal (N) e o exposição prolongada (B). A diferença entre um e outro é que o modo N você clica no disparador e ele vai deixar o obturador** aberto na velocidade programada da câmera; já o modo B, o obturador ficará aberto recebendo luz o tanto de tempo que você ficar com o dedo clicando o botão do disparador.
Além disso, outra vantagem dessa câmera é que você pode fazer dupla exposição, e para isso você precisa somente fazer a primeira foto e, em vez de girar o filme, você puxa a alavanca que fica atrás da câmera (MX) e aí sim você "gira" o filme (que, na verdade, não estará girando, será um giro em falso).
Sobre o seu flash interno, assim que você o liga (botão na parte frontal da câmera, ao lado da lente), ele faz um barulhozinho e acenderá uma luz nesse círculo preto (olha aqui embaixo) do lado esquerdo da câmera. Uma coisa legal e importante de saber é que ele sempre dispara a hora que você solta do disparador. Ou seja, quando você fotografa no N ele disparará com a foto, mas quando você fotografa no B, enquanto você não soltar o botão ele não vai disparar, isso é super legal porque você pode fazer experimentações bem interessantes!
Uma coisa legal de lembrar é que a imagem que você vê no visor não é a mesma que vai sair na foto, pois são lentes distintas, ou seja, você pode tem uma ideia do que vai fotografar mas não com exatidão.


Eu ainda não revelei o filme dela, mas assim que eu revelar eu vou contar e mostrar por aqui. Estou bem ansiosa e acho que vão ter fotos bem legais. <3

*dupla exposição: É quando você fotografa duas vezes num mesmo quadro, trazendo duas imagens em um mesmo lugar.
**obturador: O obturador é um dispositivo mecânico que abre e fecha, controlando o tempo de exposição do filme (ou do sensor das câmeras digitais) à luz em uma câmera fotográfica. É uma espécie de cortina que protege a câmera da luz, e quando acionado o disparador, ele se abre. Quanto mais tempo aberto, mais luz entra. Ele fica embutido no interior do corpo da câmera. A velocidade do obturador é um dos fatores utilizados para alterar o resultado final de uma fotografia pelo fotógrafo. (wiki)

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.