Header Ads

Tocando em frente

Hoje faz dois anos. Dois anos que eu pensei como seria daqui para frente. Que senti o sopro da vida me perguntando "E agora?". Eu não podia deixar de registrar aqui que hoje não é um dia feliz na minha vida. Eu sinto tanta... mas tanta da senhora. De vocês dois. A sensação que me passa é que tudo aquilo, tuuudoooo aquiiilo não passou de um sonho. Um sonho que eu sentia tanto amor. Tanto carinho... como eu queria a senhora aqui.

Cada vitória, sabe. A mais boba. Cada vitória... MESMO... eu queria contar. A senhora iria fazer uma festa no telefone pela coisa mais simples... e falaria que essa era a sua Shisha. Que saudade de ouvir Shisha, vó... que saudade de ouvir a senhora. Eu não vou parar de escrever porque eu tô chorando... mas, ai vó, que falta a senhora faz.

O pior de tudo é saber que a senhora ter ido para o outro plano me deu força pra seguir meu caminho, meus desejos, ter as pessoas que eu amo por perto. Mas vó... que escolha difícil essa que a senhora teve que fazer... a escolha de ir me olhar daí de cima para as coisas funcionarem. A senhora sempre foi tão corajosa.

Nenhum Dia das Mães é tão feliz como quando a senhora estava aqui... Ai que saudade, vó. Quando estava aqui, eu tinha a sensação de ser tão pequena. Agora, eu sou tão maior... mais do que eu esperava. Mais do que eu estava preparada.

Tocando a Diário FM 99,7. Seis e pouca da manhã. A senhora na cozinha. Eu de uniforme, a senhora com o seu quase uniforme. Toca Porto Solidão... eu decorei. E cantava junto da senhora. "Nossa senhora", na hora do refrão com a voz do Jessé. "A solidão que fica e entra, me arremessando contra o cais"... É tanta solidão que a senhora deixou aqui. É tanta solidão que minha vó e meu vô deixaram aqui. Os deuses sabem como eu lembro de vocês absolutamente todos os dias... 

Parece que eu acordei de um sonho. Mas eu não queria acordar! Ai que saudade, vó.

Parei de escrever para ouvir Porto Solidão do Jessé, Tocando Em Frente do Almir Sater, O Rei Do Gado com Sérgio Reis e Almir Sater... Boiadeiro Errante tocada pelo Sérgio Reis e Almir Sater também. Queria ter viajado uma vez com o senhor na boiada, vô. Porque só ouvir as histórias já era incrível... imagina estar lá.

Então vó, vô... Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais. Cada um de nós compõe a sua história, cada ser em si carrega o dom de ser capaz e ser feliz. Né?








Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.